Três Aspectos do Cadastro de Produtos

O especialista em gestão de dados mestres deve observar, no mínimo, três aspectos essenciais para a boa gestão do cadastro de produtos.

Classificação do Produto

“Classificar produtos é uma arte”

Produtos bem classificados e organizados facilitam os processos logísticos. Com a correta distribuição de produtos em uma árvore de classificação podemos determinar orçamentos de compras para cada nó, regras de contabilização e modelos distintos de apuração de vendas.

Podemos construir um modelo caseiro de classificação de produtos ou utilizar alguns dos padrões internacionais.

Vamos conhecer os principais modelos:

  • GPC – Criado pela GS1 e é usado em sua rede de sincronização.
  • Sistema Harmonizado – Muito utilizado em operações de comércio exterior.
  • ETIM – Classificação com foco em produtos técnicos
  • UNSPSC – Código de Produtos e Serviços Padrão das Nações Unidas.

Identificação do Produto

Geralmente, as empresas adotam numerações próprias para identificarem seus materiais.

Chamamos estes números de códigos de produtos.

Estes códigos geralmente são numéricos, mas podemos encontrar códigos alfanuméricos.

idéia central de um código de produto é que ele sirva como chave primária, isto é, não são permitidos dois materiais com o mesmo código.

Mas, muitas vezes precisamos de códigos que sejam reconhecidos pelos nossos parceiros e então o caminho é adotar identificadores externos como os códigos de barras.

O identificador mais conhecido de um material é o GTIN (Global Trade Identification Number), que possui os três formatos mais comuns:

  • UPC de 12 dígitos – Código de produto universal, muito usado na América do Norte
  • EAN de 13 dígitos – Número de artigo europeu, que é muito usado na Europa e Brasil
  • GTIN de 14 dígitos, que se destina a substituir, entre outros, os dois acima

O GTIN é aplicado para cada tipo de embalagem do produto. De tal forma, que podemos ter 2 (dois) gtins para o mesmo produto. Exemplo: refrigerante de 1 litro e refrigerante de 2 litros.

Podemos, também, possuir códigos de barras distintos para materiais genéricos e variantes (pais e filhos) onde cada código de barra pode identificar uma cor diferente.

Relacionamento de Produtos

Um aspecto fundamental da boa gestão do domínio de produtos é criar as associações entre materiais que favoreçam o aumento das vendas, através dos mecanismos de cross selling e up selling.

O cross selling, é a venda cruzada, quando é ofertado um produto ou serviço complementar aquele que o cliente deseja. 

O up selling é um incremento. Acontece quando o cliente é influenciado para adquirir um produto de maior valor agregado.

Para que isso ocorra de maneira automática é necessário criar em sua solução de MDM uma associação entre produtos.

Bons Negócios

Clique aqui para conhecer a plataforma 4MDG.

Leia também Como estruturar um Projeto de Master Data.

Faça parte e um dos maiores grupos de especialistas em gestão de cadastros. Compartilhe ideias, troque experiências, veja vagas de emprego e aprenda muito com os melhores Analistas de Cadastros (Master Data) do Brasil. Clique aqui para entrar em nosso grupo:  https://www.linkedin.com/groups/12272684/

Tags: | | | | | | | | | |

Quer conhecer sobre o universo dos dados mestres?

Receba gratuitamente nosso e-book sobre MDM e entre em uma das carreiras mais quente do momento

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

1 Comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.
%d blogueiros gostam disto: