Estratégias para a Fusão ou Migração de Dados Mestres

Neste artigo vamos analisar os pontos chaves para uma boa consolidação dos cadastros dentro de uma organização:

  1. Definir quais “Master Datas” serão gerenciados.
    • Nesta etapa defina quais os cadastros e atributos, que serão gerenciados e mantidos em uma única base.
    • Definir quais atributos serão gerenciados e quais serão descartados é um processo multisetorial e moroso. Ninguém quer abrir mão de atributos dos cadastros, o que pode tornar o processo de consolidação muito custoso.
  2. Criar um dicionário de dados referenciados.
    • Nesta parte é essencial identificar, classificar e organizar todos os dados referenciados entre os sistemas. Geralmente é neste ponto que temos grandes problemas durante os processos de integração e consolidação. Um sistema X espera que o Atributo receba o valor “A” , enquanto outro sistema Z espera receber o valor “1”.
    • Antes de colocar a mão na massa, é importante detalhar e centralizar todos os dados de referência e adequá-los sempre que possível para os padrões globais.
  3. Criar um sistema de pontuação.
    • Determine a qualidade de seus dados atribuindo notas de acordo com a completude e coerência das informações.
    • Defina algoritmos simples para atribuir pontos e depois tome decisões baseadas nestas informações.
    • Com um bom sistema de pontos, sua empresa pode determinar qual informação será mantida de forma automática.
  4. Criar um processo que possa ser repetido.
    • Raramente, a consolidação poderá ser concluída de uma única vez. O processo é geralmente moroso, custoso e complexo, por isso, é melhor entender a consolidação como um processo e não como uma tarefa única.
    • Construa suas interfaces e regras, de tal forma, que possam ser ajustadas ao longo do tempo. Seus extratores devem permitir a extração de dados a partir de deltas (isto é, novos dados que surgiram no decorrer do tempo). Os programas integradores devem estar preparados para inclusão, alteração e inativação dos dados.
    • Além disso, todo o framework de integração deve ser tolerante a falhas.
  5. Criar a área de Registros Problemáticos.
    • Nem sempre, a correção dos dados poderá ser realizada por um algoritmo. Determinadas análises escapam das capacidades dos algoritmos e exigem uma intervenção humana. Por isso, é essencial criar uma “STAGE AREA”, que poderá ser usada para a intervenção e correção dos dados, antes de ir para o destino final.

Hoje, é possível contar com uma solução automatizada para a migração e consolidação de dados. Não é mais necessário continuar migrando dados de sistemas usando planilhas.

Seguindo os cinco pontos listados, você aumentará consideravelmente as chances de sucesso de seu projeto.

Bons negócios!

Quer melhorar a governança de dados mestres na sua empresa?

Clique aqui para conhecer a plataforma 4MDG.

Leia também Mitos sobre MDM.

Tags: | | | | | | | | | | | | |

Quer conhecer sobre o universo dos dados mestres?

Receba gratuitamente nosso e-book sobre MDM e entre em uma das carreiras mais quente do momento

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

1 Comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.
%d blogueiros gostam disto: